sexta-feira, setembro 05, 2008

"Eu não sou cachorro não"


Eurípedes Waldick Soriano

 (Caetité13 de maio de 1933 — Rio de Janeiro4 de setembrode 2008) foi um cantor e compositor brasileiro, ícone da música classificada como brega.

Nascido na Bahia, filho de Manuel Sebastião Soriano, comerciante de ametistas no distrito de Brejinho das Ametistas, em sua cidade natal. Fato marcante de sua infância foi o abandono do lar pela mãe, a quem era muito apegado.

Em Caetité viveu sua juventude, sempre boêmia, até um incidente num clube local, que o fez buscar o destino fora da cidade. Desde muito novo era um inveterado namorador e aventureiro e, seguindo o caminho de muitos sertanejos, foi tentar a vida em São Paulo.

Antes de ingressar na carreira artística, trabalhou como lavrador, engraxate e garimpeiro. Apesar das dificuldades, conseguiu se tornar conhecido nos anos 50 com a música "Quem és tu?".

Ele se destacava por suas canções sobre dor-de-cotovelo e seu visual revolucionário para a época: sempre usava roupas negras e óculos escuros.

Seu maior sucesso foi "Eu não sou cachorro não", que foi regravada em inglês macarrônico por Falcão. Também se tornaram conhecidas outras músicas suas, tais como "Paixão de um Homem", "A Carta", "A Dama de Vermelho" e "Se Eu Morresse Amanhã".


Eu não sou cachorro não

Eu não sou cachorro, não 

Pra viver tão humilhado

 Eu não sou cachorro, não 

Para ser tão desprezado 

Tu não sabes compreender 

Quem te ama, quem te adora 

Tu só sabes maltratar-me 

E por isso eu vou embora. 

A pior coisa do mundo 

É amar sendo enganado 

Quem despreza um grande amor 

Não merece ser feliz, nem tão pouco ser amado 

Tu devias compreender 

Que por ti, tenho paixão 

Pelo nosso amor, pelo amor de Deus 

Eu não sou cachorro, não.

1 Comments:

Blogger jazz said...

Este comentário foi removido por um administrador do blog.

5:36 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home