terça-feira, maio 31, 2011

LinkedIn é mais usado no horário de trabalho

Não tem nem duas semanas que o LinkedIn abriu seu capital na bolsa de mercadorias e futuros de Nova York. Em um só dia, houve valorização de 80% no preço das ações, que podem ser adquiridas por qualquer pessoa com interesse em financiar a rede social profissional. Até aí, economês puro. O que pouca gente sabe é que o LinkedIn é mais acessado justamente nos horários em que as pessoas estão no escritório.

O cálculo foi feito pela OpenDNS, tradicional empresa de resolução de DNS da qual eu sempre falo por aqui. Durante uma semana, em maio, eles registraram a quantidade de acesso dos americanos ao site do LinkedIn. O resultado você confere no gráfico abaixo (que unificou todos os fusos horários que incidem sobre o território americano).

Gráfico dos acessos ao LinkedIn nos Estados Unidos ao longo do dia (imagem: OpenDNS)

Acessos ao LinkedIn nos EUA (imagem: OpenDNS)

Durante a madrugada, praticamente nada de acessos ao likedin.com. No entanto, dá nove horas da manhã e nós verificamos o pico de audiência nos acessos à rede social, o que permanece até mais ou menos as 16h, quando expediente já está acabando. “As pessoas usam o LinkedIn durante o horário comercial. E quase exclusivamente durante o horário de trabalho”, afirma Allison Rhodes, do departamento de Comunicação da OpenDNS.

A pergunta que eu faço: os usuários costumam se aproveitar do LinkedIn para manter contato com seus pares e possivelmente descobrir novas oportunidades para a carreira. Logo, é razoável dizer que eles essas pessoas estão usando o horário de trabalho da empresa atual para tentar uma vaga na próxima empresa? E mais: pode isso, Arnaldo? Os comentários estão abertos.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home